Aprender front-end: dicas para quem está pensando em começar

Muita gente se questiona por onde deve começar, mas a verdade é que para quem quer aprender Front-end, terá que estar preparado para uma caixinha de surpresas. Mesmo que seja basicamente o conhecimento de HTML, CSS e Javascript, é comum se perguntar se o que está aprendendo é realmente necessário. Não existe uma resposta para isto, tudo vai depender do seu foco, da cultura da empresa em que atua ou pretende atuar, e até do cliente que demandou o projeto.

Para se tornar um bom Desenvolvedor Front-End é preciso que tenha conhecimento necessário para realizar uma aplicação Web. Utilizar de tecnologias primordiais, como dito antes, HTML, CSS e JavaScript, mas também ter conhecimento nas tecnologias que agregam e facilitam no desenvolvimento: os frameworks. Mas por que começar pelo básico? A resposta é simples, você precisa saber o que está acontecendo por trás, não basta saber utilizar Vue ou React, e não ter conhecimento na linguagem em que eles se baseiam.

Antigamente os programadores front-end eram conhecidos como os “caras do html”. Mas as coisas mudaram e atualmente precisamos ter noção de design, animação, dinamização de conteúdo, otimização para web, entre outras coisas. Dessa forma, o desenvolvedor se torna um profissional completo, como o mercado espera. Claro, não é preciso saber tudo, longe disso! Mas é bom ter uma noção do que pode-se enfrentar em na caminhada como desenvolvedor Front-End. Dica valiosa: não seja um programador “pato”!

Como aprender front-end de uma maneira rápida e fácil?

Infelizmente, não existe nenhuma mágica para aprender front-end rápido ou de maneira fácil. Não, não existem atalhos. Se gosta de aprender algo e usar para o resto da sua vida, sem se preocupar com mudanças, ser o sênior sem muito esforço, é melhor esquecer o front-end. É preciso esforço e dedicação. Essas são as maneiras de se tornar um bom Desenvolvedor: não tenha medo de arriscar em uma nova tecnologia, o mercado pede isso, um funcionário competente e atualizado geralmente se destaca. Nunca pare de treinar ou ignorar novas tecnologias, é importante aceitar que as ferramentas se atualizam, e junto com elas os Desenvolvedores.

O Front-End passou por grandes transformações ao longo dos anos. Tivemos, por exemplo, a utilização do Flash e Tabelas para o Desenvolvimento Web. Tudo mudou muito rápido quando a forma de se comunicar na internet passou a ser diferente e as tecnologias precisaram se adequar para um novo contexto. Passamos a conhecer o Design Responsivo, onde os sites precisam se adequar em resoluções diferentes. E graças à evolução da área, tivemos um conjunto de facilitadores para que isso acontecesse. Conheça melhor cada um deles logo a seguir!

Então por onde devo começar para aprender front-end?

HTML

Independente do seu foco, é preciso começar pelo HTML. É ele quem vai estruturar todo o conteúdo do seu site, ou seja, é a base para o Desenvolvimento Web. Bom, antes que você escute aquela frase “HTML não é uma linguagem de programação”, aprenda ela. É preciso estudá-la e saber o melhor que ela possa nos oferecer. Entenda sua sintaxe, a melhor forma de escrevê-la, procure conteúdo nas comunidades. E, como em qualquer outra linguagem, é preciso praticar. Sem isso não existe consolidação de aprendizado, algo essencial para o crescimento.

CSS

CSS significa Cascading Style Sheets, que em português seria Folhas de Estilo em Cascata. Para muitos é um complemento do HTML. Com ele deixamos o projeto mais organizado e os estilos legíveis, mas as coisas começam a complicar um pouco.  A partir de agora estaremos mexendo no estilo da página, ponto que tende a ser o mais difícil: deixar algo bonito e da forma que deseja. No CSS começa a entrar um pouco mais de regras em relação ao desenvolvimento. É preciso então entender o que cada atributo faz e como utilizá-los da forma correta. Com ele você consegue deixar o elemento de uma forma mais agradável ao usuário, alterando Cor, Tamanho, Lugar e atribuindo animações também   

HTML + CSS

Quando já estiver familiarizado com HTML e CSS, é hora de começar a praticar coisas mais difíceis com eles. Um exemplo: replicar algum site já existente, e quando falamos em replicar, é fazer até os mínimos detalhes. Essa é uma forma de colocar em prática tudo aquilo que aprendeu e entender o que ainda precisa melhorar. Essa é uma dica valiosa para quem deseja criar um portfólio rico para o currículo, pois mostrar projetos próprios ou até mesmo as réplicas de outro site, é uma grande porta para o mercado de trabalho.

 Javascript

Javascript por mais que seja uma linguagem utilizada para Web necessita de um entendimento lógico de programação. Então comece a estudá-la somente quando estiver com um entendimento mais sólido em HTML e CSS. Com ela você começa a fazer animações de maneira um pouco diferente, além de validação de formulários. Você também poderá dizer o que um botão deve ou não fazer, por exemplo. A funcionalidade do Javascript é imensa e todo bom Desenvolvedor Front-End carrega em sua bagagem um bom contato com essa linguagem. Isso porque o mercado classifica essa skill como um item obrigatório. Javascript é verboso (que precisa de mais palavras), mas depois de um tempo você se acostuma. Indicamos procurar um bom conteúdo para aprender. Um bom curso e um bom professor fazem a diferença no aprendizado. Tome cuidado com os códigos prontos, caso  contrário estará sempre limitado em pegar coisas prontas e não saberá fazer sozinho. Um risco para qualquer Desenvolvedor é copiar algo e não saber o que está acontecendo. Não tenha medo de errar, faça e refaça diversas vezes.

Bom, como sempre indicamos praticar seus conhecimentos, aqui vai um exemplo em que um dos desenvolvedores da Adalov, transformou uma arte do Petter Pentilä em HTML e CSS. Para visualizar o resultado do trabalho incrível do Danilo basta acessar a este link .

Portanto, para aprender front-end e se transformar em um bom Desenvolvedor  é preciso paciência, dedicação e muito estudo. Não tenha medo de arriscar e errar pois é preciso praticar tudo aquilo que aprendeu. Desenvolver é persistir e não ter medo do novo. Vivemos em uma área em constante mudança e precisamos sempre nos atualizar.Mantenha-se antenado às novas tecnologias e procure se aperfeiçoar até mesmo naquilo que já tenha grande conhecimento. Seja Bem vindo ao mundo da Web!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *